Uma Nova Tecnologia para Projetar



Atendimento:
(11) 3796-3996 / 97632-9201

 


Pablo Sandler, Ph.D.

Publicado em 26 de março de 2019


Projetar continua sendo uma das principais necessidades quando da definição dos rumos estratégicos da empresa, para o planejamento ou mesmo determinação do valor econômico-financeiro (Valuation).

A incerteza inerente em todo valor futuro, seja nas variáveis internas da empresa como a demanda futura de seus produtos, os preços de venda; assim como nas variáveis externas como choques cambiais, inflacionários, preços de commodities; representam um papel preponderante na construção de projeções.

Os métodos atualmente utilizados nos quais os valores futuros são representados por um único número por período, podem representar entraves.

Tenta-se muitas vezes avançar construindo diversos cenários, onde para cada um deles, números diferentes por período são considerados, tentando obter uma representação da incerteza. Fica latente quando os valores realizados são confrontados com os projetados dos diversos cenários, que os valores realizados num determinado período podem convergir para um determinado cenário, enquanto que num período posterior podem se comportar como se estivessem em um cenário diferente. Não necessariamente haverá uma convergência quando temos projeções distintas e cenários diferentes.

Os horizontes de projeção, convém destacar, num modelo que objetiva a determinação do valuation da empresa, apresentam em média 10 anos de crescimento explícito. Esta situação pode impossibilitar a escolha de um cenário consistente para o cálculo do valuation, cálculo este que depende de projeções. Nessas situações, as empresas acabam por fazer escolhas subjetivas e que podem afastá-las do objetivo da construção de um modelo de valuation, que após alguns anos possamos dizer que orientou a empresa e seus acionistas a tomar as melhores decisões.

No software da Nogah Tecnologia, as projeções são definidas com distribuições probabilísticas, o que permite contemplar a incerteza inerente em cada período prospectivo para cada conta e variável da empresa. Desta forma, a convergência para um determinado cenário se mede numa convergência probabilística nas distribuições que compõem a projeção em questão.

No gráfico abaixo podemos observar uma configuração típica do modulo Dashboard que acompanha o software de Modelagem Financeira & Valuation. No exemplo, na coluna central podemos observar as projeções probabilísticas modeladas no software. Em azul escuro o range mais provável de ocorrências futuras para a variável em questão, Vendas, Resultado Operacional e Lucro, neste exemplo. Em azul intermediário e claro as faixas menos prováveis, e nas mais claras as possibilidades das chamadas “caudas longas”.


Elit Capital

Nogah Dashboard: Além do acompanhamento da performance da empresa, Projeto, ou StartUp, período a período, ajuda a estruturar gradualmente seus modelos de projeções pela utilização constante.

Neste exemplo, iniciamos os trabalhos projetando 12 meses. O acompanhamento do realizado mês a mês, (na tela acima: linha laranja dentro das faixas probabilísticas de projeções em tons de azul) frente as projeções probabilísticas permitem tanto a análise da performance da empresa, como ajustar o modelo prospectivo, a fim de renovar as projeções de forma automática.

O conceito de cenários (seleção na tela Dashboard acima) mantemos reservado para aquela realidade externa a empresa, como o cenário macroeconômico, choques externos, ambiente concorrencial, etc.

A verdade é que quando projetamos é mais fácil contemplar um intervalo probabilístico para o valor em questão, baseado tanto nas metas e planejamento passado como nos valores de fato incorridos, a ter de projetar valores exatos.

Os dados para este trabalho existem nas empresas, mas geralmente não são utilizados nos métodos tradicionais. Existe uma obsessão em observar os valores incorridos no passado para extrapolá-los para o futuro, mas desconsidera-se todas as metas, analises, dimensionamento de capacidade que a empresa fez anteriormente ao valor realizado. Precisamos observar a diferença entre o que a empresa planejou, definiu como metas, com o que de fato atingiu. Essas diferenças, entre outras, são muito dinâmicas, ou seja, precisamos acompanhar sua evolução no tempo, pois são justamente essas diferenças que representam as incertezas e nos permitem definir as distribuições que compõem as projeções futuras.

Para mais informações, ou para modelar seu projeto ou negócio, contate-nos.

ENTRE EM CONTATO